Buscar  
Brasil

Publicada em 04/06/20 às 07:52h - 18 visualizações
COLUNA: O PODER E A PRAÇA
Coluna do Alexandre Garcia

Alexandre Garcia


Alexandre Garcia  (Foto: Globo News)
O Ministro do Supremo Marco Aurélio, está propondo que decisões atingindo outro poder têm que ser do plenário dos 11 juízes, não em liminar monocrática, como foi a de Alexandre de Moraes sobre o Diretor da Polícia Federal ou do ministro Barroso, impedindo a expulsão dos diplomatas venezuelanos.

Em 5 de dezembro de 2016, o mesmo Marco Aurélio, por liminar, decidira tirar Renan Calheiros da presidência do Senado e o Senado não cumpriu, argumentando ser interferência indevida, que feria a independência de poderes.

A Suprema Corte passou a tratar de tudo, muito além da interpretação da Constituição. Até os aditivos aromáticos de cigarro ocuparam os ministros. Às vezes, casos que deveriam ter ficado em juizados de pequenas causas, como de ladrão de galinha, por exemplo. Virou a corte das cortes, de todas as instâncias, cíveis e criminais.

Ao mesmo tempo, passou a legislar, a pretexto de vácuos legais. Espraiou-se para um dos lados da Praça dos Três Poderes, e assumiu papéis legislativos, mesmo sem ter a procuração que o voto confere a deputados e senadores. Semana passada, entrou também no lado oposto da Praça, virou poder de veto em atos do chefe do Executivo. Um único ministro barrando poderes conferidos por quase 58 milhões de eleitores.

O jurista Ives Gandra, do alto de seus 85 anos, afirmou não ter encontrado na Constituição nada que justificasse impedir da posse do nomeado diretor da Polícia Federal. A liminar pressupunha que o Presidente e o Delegado nomeado estariam em associação criminosa para cometer algum delito futuro. A decisão do Ministro Moraes atendeu a pedido do PDT. O jurista Ives Gandra afirma que o Supremo não pode compensar partido que perdeu a eleição, dando-lhe poder que as urnas não deram.

O desembargador Ivan Sartori, que presidiu o Tribunal de Justiça de São Paulo, afirma que o Supremo tem extrapolado em seus poderes, inclusive promovendo censura em benefício próprio. E critica a interferência da Corte em manifestações populares que são garantidas pelo direito de opinião. Para ele, isso nem é mais ativismo judicial; é atividade política.

O Supremo é o único dos três poderes que não tem voto; é legitimado indiretamente pelos que têm voto: o Presidente que indica e o Senado que aprova. O Min. Marco Aurélio deve ter ouvido a voz da Praça no domingo, com a crítica de que o Supremo não respeita a “independência e harmonia” entre poderes, como estabelece segundo artigo da Constituição.

Voz que ecoou nas Forças Armadas, pois nota do Ministério da Defesa diz que o Exército, Marinha e Aeronáutica consideram a independência e harmonia entre poderes imprescindíveis para a governabilidade do País. A voz da simbólica praça, planejada para receber a origem do poder – o povo – pode estar resgatando o equilíbrio democrático, para que a Praça continue sendo dos Três Poderes.


Jornalista com décadas de atuação na TV e rádio, como apresentador, repórter, comentarista e diretor de jornalismo. A coluna aborda temas do cotidiano, entre eles comportamento, política e economia.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:





(81)9 98249232

Hora Certa

No Ar
Programa Sérgio e Silva com Sérgio e Silva
Peça sua Música

  • otavia guimaraes
    Cidade: caruaru-pe
    Música: Lembro=Brunno Carvalho
  • Ornello
    Cidade: Veronna - Itália
    Música: Italiana
  • Flavia
    Cidade: Limoeiro
    Música: Poesia acústica #6
  • gizele maldonado
    Cidade: caruaru
    Música: barreiras-brunno carvalho
  • karla reis
    Cidade: caruaru
    Música: barreiras-brunno carvalho
  • Joelmir Bispo
    Cidade: Recife
    Música: O Padre, de Pe. Antônio Maria
Publicidade Lateral
CHAT ONLINE

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 94604 Usuários Online: 3


Parceiros

Copyright (c) 2020 - RÁDIO PRINCESA DO CAPIBARIBE - Todos os direitos reservados